Um Casal Admirável

Ficha técnica

  • Nome: Um Casal Admirável
  • Nome Original: Un couple épatant
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: França
  • Ano de produção: 2002
  • Gênero: Comédia romântica
  • Duração: 97 min
  • Classificação: 12 anos
  • Direção:
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 1 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Cécile (Ornella Muti) e Alain (François Morel) estão casados há um bom tempo, mas começam a duvidar da honestidade um do outro quando uma série de mal entendidos a leva a crer que ele tem uma amante; e ele a pensar que a mulher está tramando sua morte.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

03/04/2006

Embora seja originalmente o primeiro filme da Trilogia concebida pelo belga Lucas Belvaux, Um Casal Admirável é o segundo a ser lançado no Brasil. Porém, não existe uma ordem fixa para se ver os longas, pois eles são complementares, e não seqüenciais – a ação dos três longas se passa ao mesmo tempo. Em cada parte da série o diretor optou por um gênero: Em Fuga é um thriller político; este, uma comédia romântica; e Acordo Quebrado, um melodrama.

Como uma comédia romântica, Um Casal Admirável transita com fluência entre o cômico e o romântico. O casal do título é forma do por Cécile (Ornella Muti) e Alain (François Morel), que estão juntos há vinte anos, e o casamento vai muito bem, obrigado. Porém, uma bola de neve põe em risco a união estável deles.

Alain é um advogado hipocondríaco que é avisado pelo médico que deverá ser submetido a uma pequena cirurgia. Ele não conta isso para a sua mulher que, por uma série de pequenos desencontros, conclui que ele está tendo um caso. Para investigá-lo, ela chama Pascal (Gilbert Melki), marido de uma colega de trabalho, e um policial nervosinho. Além disso, o detetive está perseguindo um terrorista que fugiu da prisão, que é exatamente Pierre (Belvaux), e terá sua história contada no Em Fuga. O policial e sua mulher viciada em morfina são o centro do terceiro filme.

Enquanto investiga o marido supostamente infiel, Pascal acaba se apaixonando por Cécile, o que faz Alain pensar que ela é a infiel do matrimônio. E vai além, acreditando ser vítima de uma conspiração, envolvendo a mulher, filhos, amigos, que planejam sua morte. A menta neurótica é capaz de tudo.

Um Casal Admirável é um filme divertido e agradável de se ver. Parte graças ao talento cômico de Morel, e parte pela beleza de Ornella. O roteiro, também assinado por Belvaux, deixa algumas pontas aparentemente soltas, que são complementadas com os outros dois filmes. Necessidade narrativa, ou puro marketing, à parte, essa comédia romântica se sustenta por si só. E a trilogia completa prova aquilo que o dramaturgo inglês Tom Stoppard disse em Rosencrantz and Guildenstern Estão Mortos toda saída é uma entrada para outro lugar.

Alysson Oliveira


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança