O touro Ferdinando

Ficha técnica

  • Nome: O touro Ferdinando
  • Nome Original: Ferdinand the bull
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: EUA
  • Ano de produção: 2017
  • Gênero: Animação, Infantil, Comédia
  • Duração: 108 min
  • Classificação: Livre
  • Direção: Carlos Saldanha
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 3 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Desde pequeno, o touro Ferdinando se recusa a lutar, até quando é provocado pelos outros filhotes, preferindo ficar sentindo o perfume das flores. Uma série de equívocos fazem com que ele seja tido como a fera mais assustadora da Espanha, o que o colocará frente a frente com um toureiro.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

21/12/2017

É possível que a maioria das pessoas conheça a história do Touro Ferdinando do filme de 8 minutos da Disney (que ganhou o Oscar de animação), de 1958, e não do livro infantil de  Munro Leaf (autor) e Robert Lawson (ilustrador), de 1936. Dirigido pelo brasileiro Carlos Saldanha (Rio, A Era do Gelo), a nova adaptação tem 100 minutos a mais do que o curta, e por isso precisa inventar mais histórias para se segurar.
 
Se no quesito da trama o longa é um tanto irregular, seu colorido vibrante e personagens carismáticos compensam isso. A trajetória de Ferdinando segue fiel à original, apesar da introdução de novos personagens e tramas paralelas. Desde pequeno, o protagonista é diferente dos outros, preferindo passar o tempo cheirando o perfume das flores a brigar com os filhotes que também moram na Casa del Toros, um campo de treinamento para touradas. Seu comportamento é motivo para sofrer bullying dos outros animais.
 
Quando ele percebe qual será o seu destino, ainda pequeno, consegue fugir e encontra refúgio numa fazenda de flores de propriedade de um homem e sua filha pequena, Nina. Ela logo se afeiçoa por Ferdinando e a amizade é recíproca. O tempo passa e o touro se torna gigante, mas, ainda assim, muito dócil.
 
Uma série de desventuras fazem que ele seja confundido com uma fera. Ele acaba capturado e levado para a mesma Casa del Toros, onde encontra seus antigos rivais – que, apesar de adultos, são menores do que ele. Ferdinando terá de mostra o valor do perfume das flores e o valor da paz.
 
Publicado, originalmente, pouco antes da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), o livro de Leaf e Lawson transcendeu a esfera da literatura infantil e ganhou as discussões de adultos que ali viram uma ode ao pacifismo ou um elogio à passividade – ganhando admiradores como Eleanor Roosevelt e Gandhi, e detratores, como Adolf Hitler (o livro foi queimado na Alemanha nazista) e o ditador Francisco Franco (só depois de sua morte O Touro Ferdinando foi publicado na Espanha).
 
A mensagem de pacifismo e aceitação da identidade própria ao longo do livro transcende o tempo e o espaço, e, por isso, o filme de Saldanha ressoa até hoje. Pode não ter os floreios visuais ou narrativos de, digamos, um Viva: A Vida é uma festa, mas O Touro Ferdinando encontra sua força em seu enaltecimento dos valores simples da vida.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança