Vingança a sangue frio

Ficha técnica


Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


Locais de filmagem


Sinopse

Quando o filho de Nels Coxman é encontrado morto por overdose, ele desconfia do que possa ter ocorrido, pois o rapaz não usava drogas. Aí começa sua própria investigação e vingança.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

06/02/2019

Em seu novo filme, Vingança a sangue frio, Liam Neeson interpreta mais uma vez um exército-de-um-homem só numa empreitada sanguinolenta em nome da honra de sua família – ou seja, basicamente, uma versão do mesmo personagem que ele tem feito desde Busca implacável, de 2008. Com este longa, o cinema redefine o termo mesmice, inclusive pelo fato de ser o remake do norueguês O cidadão do ano, dirigido por Hans Petter Moland, que também assina o original.
 
Então, por que refazer um filme com o mesmo diretor, a mesma trama, mudando apenas o elenco e a língua? Acreditava-se que o êxito de Neeson nesse tipo de papel seria sinônimo de sucesso, com tem sido, mas não se contava com a possibilidade de o ator fazer declarações polêmicas, interpretadas como racistas, dias antes da estreia nos Estados Unidos – o que, inclusive, levou ao adiamento do filme no Brasil.
 
A maior novidade no longa, em contraposição ao original, é Neeson e a persona que ele assumiu em cena nos últimos anos. No filme original, o protagonista era interpretado por Stellan Skarsgård, que ninguém toma logo de cara como um anjo vingador que derramará litros e litros de sangue. Além disso, a complexidade que o ator imprime na sua atuação faz com que seu personagem perca um pedaço da alma a cada assassinato. Quando Neeson entra em cena, já se imagina que sequer tem alma.
 
Contada com requintes de humor negro, a trama de Vingança a sangue frio se passa numa cidade fictícia, gélida e turística do Colorado, onde as pessoas vão esquiar. Neeson, cujo personagem se chama Nels Coxman, é condecorado, numa das primeiras cenas do filme, como o Cidadão do ano pelos serviços prestados à comunidade – especialmente por desobstruir as vias cobertas de gelo. Logo depois, seu filho é encontrado morto, e a causa mortis é dada como overdose. E o rapaz realmente morreu disso, mas não foi ele quem se injetou a droga.
 
Com um pouco de sagacidade e muita sede de vingança, Coxman começa sua própria investigação e, de um a um, chega aos homens envolvidos na morte de seu filho.Não só os elimina, como se desfaz dos corpos. A trama de tráfico, um tanto rocambolesca, envolve um playboy irritadinho (Tom Bateman) e um grupo de nativos americanos que têm um acordo de divisão de áreas para a venda de drogas. A ação do protagonista atrapalha tudo e coloca um contra o outro.
 
Tudo isso – especialmente as mortes – é permeado por um humor negro bem peculiar. É preciso comprar o filme pelo preço que se vende para achar alguma graça aqui. A abundância de cadáveres é tarantinesca, sem as sacadas de Tarantino, o que faz boa parte das cenas parecerem gratuitas. Vingança a sangue frio parece acreditar-se fazendo um grande questionamento moral sobre o seu personagem e o estado das coisas, mas no fundo está apenas fazendo jorrar sangue entre um riso e outro.

Alysson Oliveira


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança