Alta Velocidade

Ficha técnica

  • Nome: Alta Velocidade
  • Nome Original: Driven
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: EUA
  • Ano de produção: 2001
  • Gênero: Ação
  • Duração: 116 min
  • Classificação: 12 anos
  • Direção:
  • Elenco:

Avaliação do leitor

PéssimoRuimRegularBomÓtimo 0 votos

Vote aqui


País


Crítica Cineweb

29/04/2003

Estrelado, escrito e co-produzido por Sylvester Stallone, Alta Velocidade é um filme sobre automobilismo que empolga tanto quanto um jogo de "par ou ímpar". O diretor Renny Harlin, que já havia trabalhado com o astro em Risco Total (1993), é um especialista em ação, mas seus esforços (e o de seus montadores) são insuficientes para compensar um roteiro tão pobre. Mesmo "Sly", às vezes um simpático canastrão, parece desmotivado e não ajuda.

Ele é Joe Tanto, um piloto aposentado que volta às pistas como companheiro de Jimmy Bly (Kip Pardue), um talentoso novato da equipe chefiada por Carl Henry (Burt Reynolds, numa referência nada sutil a Frank Williams). Bly está disputando o título da temporada com o alemão Beau Brandemburg, mas atravessa uma fase de conflitos internos, contra os quais Tanto também será útil. O elenco ainda conta com Robert Sean Leonard, vivendo o irmão-empresário de Jimmy, e a canadense Estella Warren (campeã de nado sincronizado e modelo, vista recentemente em Planeta dos Macacos), o principal interesse romântico da trama.

Acidentes espetaculares e uma perseguição com carros de corrida pelas ruas da cidade oferecem alguma diversão, mas um texto pouco inspirado e personagens desinteressantes dificultam o envolvimento com o filme, que também utiliza cenas reais de corrida, filmadas pelo diretor durante o campeonato de Fórmula Mundial. Alta Velocidade ainda carece do auxílio da trilha sonora, aparentemente mais preocupada com repercussão comercial do que reforço dramático. Para fãs do esporte, o topo do pódio ainda deve ficar com Grand Prix (1966) ou As 24 Horas de Les Mans (1971).

Curiosidade: o projeto original de Stallone era um filme sobre Ayrton Senna, lembrado aqui de forma apenas discreta. Sorte do ídolo brasileiro.

Fábio Massaine Scrivano


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança