Notícias

Começa a 12a edição do CineBH

Publicado em 28/08/18 às 14h36

A partir desta terça (28), e até o próximo dia 2 de setembro, acontece em Belo Horizonte a 12aCineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte. A abertura do evento será no Cine Theatro Brasil Vallourec, com a exibição de Sol Alegria, longa-metragem paraibano dirigido por Tavinho Teixeira e Mariah Teixeira e, no elenco, Ney Matogrosso, que estará presente na sessão.

Na quarta-feira, dia seguinte à abertura, a mostra promove uma Roda de Conversa com Tavinho Teixeira, Mariah Teixeira e Ney Matogrosso, que vão conversar com o público sobre Sol Alegria. O encontro acontece ao meio-dia, no Cine-Lounge, montado no Palácio das Artes.
 
Nesta edição, a CineBH ocupa seis espaços culturais da capital mineira – Fundação Clóvis Salgado/Palácio das Artes, Sesc Palladium, Cine Theatro Brasil Vallourec, Teatro Sesiminas, e MIS Cine Santa Tereza – e também uma novidade: o retorno à Praça Duque de Caxias, no tradicional bairro de Santa Tereza, onde o evento nasceu, em 2007, com a instalação de um cinema ao ar livre, o Cine Sesc na Praça. Em seis dias de programação gratuita, a mostra vai exibir 75 filmes nacionais e internacionais, em pré-estreias e retrospectivas (27 longas, 3 médias e 45 curtas-metragens) em 44 sessões de cinema, com títulos de 13 estados brasileiros (BA, CE, DF, ES, GO, MG, RJ, SP, PB, PE, PR, RS e SC) e 13 países – Brasil, Alemanha, Portugal, Argentina, Chile, EUA, México, República Dominicana, Qatar, Colômbia, Cuba, Bolívia e Uruguai. Debates, painéis, rodas de conversa, masterclass, oficinas, Mostrinha, sessões cine-escola e atrações artísticas completam a grade. O Brasil CineMundi – 9th International Coproduction Meeting, importante evento de mercado do cinema brasileiro realizado no país, acontece dentro da programação da CineBH.  
 
A Mostra Contemporânea da 12ª CineBH tem este ano alguns destaques brasileiros e internacionais em pré-estreia na cidade. Do Brasil, estão as produções mineiras Espera, de Cao Guimarães, e Baixo Centro, de Samuel Marotta e Ewerton Belico; o baiano Abaixo a Gravidade, de Edgard Navarro; e o capixaba A Mata Negra, de Rodrigo Aragão – as três primeiras acompanhadas de bate-papos com os realizadores. Entre os títulos estrangeiros, destaque para Classical Period (Alemanha), de Ted Fedt; e Black Mother (EUA), de Khalik Allah. Na Mostra CineMundi, serão exibidos dois longas brasileiros que participaram de edições anteriores Brasil CineMundi e conseguiram realizar seus projetos em coproduções internacionais: Ferrugem, de Aly Muritiba, e Benzinho, de Gustavo Pizzi – recentemente consagrados como os grandes vencedores no Festival de Gramado. Na seleção de curtas-metragens que integra a Mostra Contemporânea, assinada pelo curador Pedro Maciel Guimarães, serão exibidos 18 filmes de nove Estados (MG, GO, RJ, ES, CE, PE, SP, RS e DF).
 
Já a Mostra Pontes Latino-Americanas reúne curtas históricos, dos anos 1960 e 1970, e longas contemporâneos ao lado dos filmes da produtora homenageada. Muito esperada, a Mostra A Cidade em Movimento, criada em 2016 para abarcar os discursos criativos e produtivos de temas pungentes e urgentes de Belo Horizonte e região, traz para esta edição da CineBH a temática “Deslocamentos Cotidianos”.
 
Com objetivo de formar novas audiências e inserir as famílias e as crianças na programação de cinema, a 12ª CineBH promove a Mostrinha. Em 2018, serão exibidos seis filmes, sendo quatro curtas no Cine Sesc Palladium, às 10 horas, no dia 01 de setembro e dois longas-metragens, nos dias 01 e 02 de setembro, no MIS Cine Santa Tereza, sempre às 16h30: O Colar de Coralina, de Reginaldo Gontijo, com Letícia Sabatella no elenco; e Sobre Rodas, de Mauro D’Áddio da Silva, protagonizado por Lara Boldorini. Outra atividade de formação na Mostra é o Cine Expressão – A Escola vai ao Cinema, programa que une as linguagens cinema e educação e irá atender estudantes e educadores da rede de ensino com uma programação especial.
 
Por fim, o evento retorna ao cenário de sua criação, no coração do bairro Santa Tereza, onde acontece a segunda edição dos Clássicos na Praça. Serão quatro títulos de grande apelo histórico e nostálgico exibidos ao ar livre. Os filmes selecionados estão todos em ano comemorativo de seus lançamentos originais e resgatam o aspecto lúdico de se assistir a um grande entretenimento num espaço público. Serão apresentados: Superman – O Filme (Richard Donner, 1978); O Submarino Amarelo (George Dunning, 1968); Os Embalos de Sábado à Noite (John Badham, 1978) e Corra que a Polícia Vem Aí! (David Zucker, 1988). No fim de semana, dias 1 e 2 de setembro, além da exibição de filmes, a Praça será palco também de apresentações artísticas – shows, teatro de rua e intervenções circenses.
 
Em sua 9a edição, o Brasil CineMundi – International Coproduction Meeting vai reunir dezenas de profissionais do audiovisual que vem exclusivamente ao Brasil para participar do evento, associarem-se a futuros projetos de cinema brasileiro em longa-metragem e conhecer parte da nossa produção. Estarão presentes 23 convidados da indústria audiovisual mundial de 12 países: Cuba, Espanha, Chile, Argentina, Noruega, Suíça, EUA, França, Uruguai, Itália, Alemanha e Brasil.
 
Um total de 20 projetos foram selecionados para encontros com coprodutores durante o Brasil CineMundi, distribuídos em três categorias: CineMundi (10), DocBrasil Meeting (5) e Foco Minas (5). Os projetos são oriundos de sete estados brasileiros, tendo presença de Minas Gerais (8), São Paulo (4), Rio de Janeiro (3), Bahia (2), Espírito Santo (1), Goiás (1) e Pernambuco (1).
 
Serviço
 12ª CINEBH – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE BELO HORIZONTE
 BRASIL CINEMUNDI – 9TH INTERNACIONAL COPRODUCTION MEETING
28 de agosto a 02 de setembro de 2018

Outras notícias