Notícias

“Benzinho”, de Gustavo Pizzi, representará o Brasil no Goya

Publicado em 13/09/18 às 15h55

Benzinho, dirigido por Gustavo Pizzi (Riscado), foi escolhido para representar o Brasil na disputa pelo prêmio de Melhor Filme Ibero-americano no Prêmio Goya 2019, o correspondente espanhol ao Oscar. A 33° edição do evento será realizada no dia 2 de fevereiro de 2019, na cidade de Sevilha, na Espanha.
 
Desde sua estreia mundial no Festival de Sundance, em janeiro passado, o longa protagonizado por Karine Teles tem acumulado diversos prêmios – entre eles, Melhor filme Ibero-americano e prêmio da crítica, no Festival de Málaga, também na Espanha. Do Festival de Gramado, no mês passado, saiu com os prêmios de atriz, coadjuvante (Adriana Esteves), público e crítica. Além de participar de outros festivais, como Roterdã. Em sua carreira internacional e nacional, o filme só tem colhido críticas favoráveis. 
 
Atualmente, o filme está em cartaz no país em mais de 40 salas, e já fez um público de 23 mil espectadores. Fora o Brasil, o longa está sendo exibido no  México, Polônia, Republica Tcheca, Espanha e Holanda. E seus diretos de exibição foram vendidos para mais de 20 países – entre eles, França, Bélgica, Portugal, Espanha e China.
 
Na terça-feira passada, o Ministério da Cultura anunciou O grande circo místico, de Cacá Diegues, como o representante do Brasil na categoria Melhor filme em língua estrangeira. O longa teve sua primeira exibição no Festival de Cannes fora de competição, em maio passado, onde recebeu poucas críticas positivas. Depois disso, foi exibido na abertura do Festival de Gramado, também fora de competição, e está previsto para estrear no Brasil em 15 de novembro. 

Outras notícias