Notícias

Filmes brasileiros são selecionados para o Festival de Locarno

Publicado em 17/07/19 às 16h03

A Febre, longa de ficção de estreia de Maya Da-Rin, terá sua première mundial no 72° Festival de Locarno, na Suíça, um dos principais festivais de cinema autoral do mundo, na mostra competitiva internacional. Além deste longa, três curtas brasileiras estão na seleção oficial, dois deles na competição (a animação A Carne, de Camila Kater, e Chão de rua, de Tomás von der Osten) e outro na mostra Moving Ahead (Swinguerra, de Bárbara Wagner e Benjamin de Burca). O festival acontece de 7 a 17 de agosto.
 
Além disso, haverá exibições especiais de outros longas do país na mostra Black Light. São eles: Abolição, de Zózimo Bulbul (1988), Amor Maldito, de Adélia Sampaio (1984) e o premiado Orfeu Negro (Orfeu do Carnaval), de Marcel Camus (1959), coprodução entre França, Brasil e Itália, filmada no Brasil e vencedora da Palma de Ouro 1959 e do Oscar de filme estrangeiro 1960. 
 
A trama de A Febre narra a história do indígena Justino, de 45 anos, que trabalha como vigilante em um porto de cargas e vive em uma casa na periferia de Manaus. Desde a morte da sua esposa, sua principal companhia é a filha Vanessa, que está de partida para estudar Medicina, em Brasília. Sob o sol escaldante e as chuvas tropicais, Justino se esforça para se manter concentrado no trabalho, quando, de repente, é tomado por uma febre forte. Enquanto isso, na televisão, fala-se de um animal selvagem à espreita no bairro.
 

Maya Da-Rin é uma cineasta e artista visual brasileira. Graduada na Le Fresnoy (França), tem mestrado em Cinema e História da Arte na Sorbonne Nouvelle e participou de oficinas de cinema na Escola de Cinema de Cuba. Já teve trabalhos exibidos em Locarno, DOK Leipizig e no MoMa. Seu documentário Terras (2010), distribuído pela Vitrine, foi selecionado para mais de 40 festivais de cinema. Seu projeto de longa-metragem, A Febre, participou da Cinéfondation, La Fabrique des Cinémas du Monde e TorinoFilmLab. No Brasil, A Febre será distribuído também pela Vitrine Filmes, ainda sem previsão de data para o lançamento.


Outras notícias