16/04/2024

Lilia Cabral brilha em comédia rodada em São Luís

Atriz conta em entrevista ao Cineweb a alegria de filmar na capital do Maranhão, e de como se apaixonou por sua personagem, uma cartomante trambiqueira



Lilia Cabral e Claudia Di Moura, em cena de "Tire 5 Cartas" (Crédito: Divulgação)

Numa entrevista por Zoom, Lilia Cabral faz lembrar o melhor de suas personagens: muito simpática, inteligente e divertida – mesmo quando o celular está dando mais trabalho do que devia. Nada a abala, mesmo quando acaba involuntariamente mutada, e tendo que repetir boa parte de uma resposta. Sem poder ouvi-la, só a observando, qualquer um percebe como ela é sorridente e expansiva – fala sempre fazendo gestos.

Em Tire 5 Cartas, Lilia incorpora mais uma divertida trambiqueira à sua galeria de mulheres fortes e engraçadas. Foi assim com Aldeíde Candeias, da novela Vale Tudo, a secretária sem limites, ou Griselda, mais conhecida como Pereirão, de Fina Estampa. No cinema, a atriz também é mais marcada pela comédia, como Divã ou A Partilha.

No novo filme, dirigido por Diego Freitas, Lilia interpreta Fátima, uma cartomante que, com o marido (Stepan Nercessian), aplica pequenos golpes no Rio de Janeiro. Nascida em São Luís, ela prometeu jamais voltar à sua cidade, mas o acaso – quando acaba ficando um anel roubado e é ameaçada por uma dupla de ladrões, a leva de volta à sua terra natal. O reencontro com a irmã (Claudia Di Moura) traz à tona questões mal resolvidas do passado, que fizeram a protagonista mudar de cidade e afastar-se dos parentes.

“Passei 40 dias em São Luís filmando e foi incrível. Já havia estado lá com peças de teatro, mas nunca tinha ficado tanto tempo, nunca tinha aproveitado muito a cidade. Achei incrível. O povo é muito carinhoso e receptivo”, conta Lilia na entrevista.

Tire 5 Cartas foi rodado na cidade num momento de enfraquecimento da pandemia, em 2021, o que para Lilia foi uma enorme alegria. “Era um momento em que ninguém estava podendo trabalhar. Nós tínhamos planejado o filme antes da covid, mas tivemos que adiar. Quando deu uma enfraquecida, corremos para filmar. Via muita gente envolvida com o projeto, era uma alegria poder ver todo mundo trabalhando.” Ela conta também que todos os cuidados foram tomados, e que ninguém da equipe contraiu o vírus durante as filmagens.

A personagem Fátima foi, para ela também, uma espécie de presente. “Eu me vi completamente entregue à história. Foi um roteiro bastante modificado, até que ficasse como realmente queríamos, com coisas de que gostávamos e em que acreditamos.” Ela define sua personagem como divertida, porém não é patética. “É isso que eu gosto de fazer”, completa.

Ela destaca ainda que não há maniqueísmos em Tire 5 Cartas, as personagens, especialmente Fátima. “Eu queria que o filme ficasse muito bonito, desse muito certo. E creio que isso aconteceu. É uma história divertida, mas também emocionante, e eu queria que isso ficasse com as pessoas. No começo, a personagem diz que ‘família boa , é família longe.’ Mas, no final, percebe que é totalmente o contrário.”

Um dos momentos altos para Lilia, no filme, é quando sua personagem canta com Alcione, um dos ídolos de Fátima. “Eu tinha muita expectativa porque sempre fui muito fã dela, e foi emocionante. Foi uma das últimas coisas que filmamos. Ela foi bastante generosa com a gente.”