14/04/2024
Infantil Comédia Animação

Um espião animal

Lance é um espião de sucesso, mas acaba caindo numa armadilha. Enquanto tenta provar sua inocência, por causa de um acidente, transforma-se num pombo. Agora, com a ajuda do cientista que cometeu o erro, ele deverá voltar à forma humana e deter um vilão.

post-ex_7
Nem a dublagem de Lázaro Ramos, na versão brasileira (na original é de Will Smith), salva a animação Um espião animal da vala comum. Primeiro filme do gênero lançada pela Fox (agora chamada apenas 20th Century) após a aquisição pela Disney, o longa dirigido pelos estreantes Nick Bruno e Troy Quane não consegue levantar voos muito altos, embora deva agradar o seu público-alvo: crianças pequenas.
 
O filme parte de um curta premiado de Lucas Martell (sobre aves e tecnologia) do qual retém muito pouco – ou quase nada. Traz como protagonista um espião à la James Bond, Lance Sterling, capaz de salvar o mundo enquanto usa gerigonças de última geração. Walter Beckett é o cientista confuso e atrapalhado responsável pelos gadgets, que defende armas que não usem de violência para derrotar os inimigos – como uma pistola disparadora de glitter que forma a imagem de um gatinho que hipnotiza a todos. 
 
Walter desenvolveu um equipamento que transforma humanos em animais para disfarçá-los durante investigações, mas, como faltam alguns ajustes, Lance se transforma num pombo e isso parece ser irreversível – ao menos até o cientista desenvolver o antídoto. Enquanto isso não acontece, eles também precisam deter um vilão, Killian, que possui drones mortais para dominar o mundo.
 
Mais formulaico é impossível. Desde a trama até a estética, nada ambiciona além do mais básico possível, o que faz parecer que o filme funcionaria melhor como uma série na televisão ou internet com episódios de poucos minutos, ao invés dos inexplicáveis 102 do longa. 
post