20/02/2024

Cine Ceará 2023 divulga curtas e longas da mostra Olhar do Ceará

Com oito longas-metragens e 15 curtas selecionados, o Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema anuncia os filmes que vão compor a Mostra Olhar do Ceará da 33ª edição, que acontecerá de 25 de novembro a 1º de dezembro. É o dobro de longas e o número de curtas é 50% maior do que na edição anterior. O melhor longa e o melhor curta da Mostra eleitos pelo júri do festival serão agraciados com o Troféu Mucuripe.  
 
Dentre os longas selecionados estão as ficções Represa, de Diego Hoefel, único longa-metragem brasileiro no Festival Internacional de Cinema de Roterdã e vencedor de cinco prêmios no 30º Festival de Cinema de Vitória  (Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro, Melhor Fotografia e Menção Honrosa a Gilmar Magalhães, ator coadjuvante do longa), e Quando eu me encontrar, de Amanda Pontes e Michelline Helena, vencedor dos prêmios de Melhor Roteiro (júri oficial) e Melhor Filme (júri da crítica) no Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba. Outro longa de ficção é Os maluvidos, deJosenildo Nascimento e Gislandia Barros, que foi produzido e contou com atuação de moradores do Bom Jardim, bairro localizado na periferia de Fortaleza. 
 
São quatro documentários de longa-metragem: A luta de Nzinga, de Eduardo Cunha Souza, que faz uma narrativa de conexões entre a história de Maria da Luz Fonseca, uma mulher negra, natural da Ilha de Príncipe e a da rainha angolana Nzinga; Amilton Melo - ídolo de todos, deCiro Câmara e Vinicius Augusto Bozzo, sobre a carreira desse ídolo do futebol cearense; Nirez eterno, de Aderbal Nogueira e Glauber Paiva, sobre o pesquisador Miguel Ângelo de Azevedo "Nirez"; e Um pedaço do mundo, de Tarcísio Rocha Filho, Victor Costa Lopes e Wislan Esmeraldo, sobre quatro mães de pessoas LGBTQIA+. Fecha a seleção de longas da Olhar do Ceará o híbrido Todas as vidas de Telma, de Adriana Botelho.
Curtas 
Dentre os 15 curtas-metragens selecionados para a mostra, dois são documentários: Encruzilhadas do som, deEdigar Martins, que aborda o papel da música na umbanda, através da experiência de quatro umbandistas de Fortaleza; e o documentário híbrido Urubu aterrado, de Cris Sousa e Weslley Oliveira, em que Cris, por meio das memórias de sua mãe, lança um olhar sobre o tempo e o espaço que um dia viveu.  
 
Duas animações estão entre os curtas selecionados: Barra Nova, de Diego Maia; e Todo mundo tem um anjo, de Neil Armstrong Rezende. O gênero experimental aparece em três produções: A humanidade que me resta, deKieza Fran Nascimento; Quando o passado for presente lembra-se de mim no futuro, de Rafael Vilarouca; e Camurupim, deAllan Matheus, um realismo fantástico/experimental.  
 
Completam a mostra as ficções: Alienígena, deRicardo Peres e Wagner Lima Mendes; As velas do Monte Castelo, de Lanna Carvalho; Jaci, de Bruno Lobo La Loba; o doc-ficção Onde está Mymye Mastroiagnne?, de biarritzzz; O primeiro movimento é explosão, de Grenda Costa; Terral, de Alisson Emanoel e Carol Cavalcante, o drama A parte que falta, deNicole Nasser; e o curta de terror Noites em claro, de Elvis Alves.  
 
O 33° Cine Ceará terá exibições no Cineteatro São Luiz e no Cinema do Dragão, equipamentos da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult/CE) geridos pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Com o crescimento no número de filmes, a Mostra Olhar do Ceará desta edição ocupará as duas salas do Cinema do Dragão, que receberá também outras exibições de mostras não competitivas do 33° Cine Ceará. Todos os filmes das mostras competitivas serão exibidos com legenda descritiva para surdos e ensurdecidos em idioma português.  
 
OS LONGAS DA MOSTRA OLHAR DO CEARÁ
 
A luta de Nzinga. Direção: Eduardo Cunha Souza. Documentário. 74’. Ceará. 2022. Livre 
Amilton Melo - ídolo de todos. Direção: Ciro Câmara e Vinicius Augusto Bozzo. Documentário. 75’. Ceará. 2023. 10 anos 
Nirez eterno. Direção: Aderbal Nogueira e Glauber Paiva. Documentário. 73’. Ceará. 2023. Livre 
Os maluvidos.  Direção: Josenildo Nascimento e Gislandia Barros. Ficção. 73’. Ceará. 2022. 12 anos 
Quando eu me encontrar. Direção: Amanda Pontes e Michelline Helena. Ficção. 77’. Ceará. 2023. 12 anos 
Represa. Direção: Diego Hoefel. Ficção. 77’. Ceará. 2023. Livre 
Todas as vidas de Telma. Direção: Adriana Botelho. Híbrido. 72’. Ceará. 2022. Livre 
Um pedaço do mundo. Direção: Tarcísio Rocha Filho, Victor Costa Lopes e Wislan Esmeraldo. Documentário. 75’. Ceará. 2022. 12 anos 
 
 
OS CURTAS DA MOSTRA OLHAR DO CEARÁ
 
A humanidade que me resta. Direção:Kieza Fran Nascimento. Experimental. 6’. Ceará. 2023. 14 anos. 
Alienígena. Direção: Ricardo Peres e Wagner Lima Mendes. Ficção. 15’. Ceará. 2023. Livre. 
A parte que falta. Direção:Nicole Nasser. Drama. 18’. Ceará. 2023. 10 anos 
As Velas do Monte Castelo. Direção: Lanna Carvalho. Ficção. 16’. Ceará. 2022. Livre 
Barra Nova. Direção: Diego Maia. Animação. 12’. Ceará. 2022. Livre 
Camurupim. Direção: Allan Matheus. Realismo Fantástico/Experimental. 12’. Ceará. 2022. Livre 
Encruzilhadas do som. Direção: Edigar Martins. Documentário. 18’. Ceará. 2023. Livre 
Jaci. Direção: Bruno Lobo La Loba. Ficção. 15’. Ceará. 2022. 16 anos 
Noites em claro. Direção: Elvis Alves. Terror. 20’. Ceará. 2022. 12 anos 
Onde está Mymye Mastroiagnne? Direção: biarritzzz. Doc-Ficção. 17’. Ceará. 2023. 12 anos 
O primeiro movimento é explosão. Direção: Grenda Costa. Ficção. 21’. Ceará. 2022. 12 anos 
Quando o passado for presente lembra-se de mim no futuro. Direção: Rafael Vilarouca. Experimental. 18’. Ceará. 2022. Livre 
Terral. Direção: Alisson Emanoel e Carol Cavalcante. Ficção. 19’. Ceará. 2023. Livre 
Todo mundo tem um anjo. Direção: Neil Armstrong Rezende. Animação. 10’. Ceará. 2023. Livre 
Urubu aterrado. Direção: Cris Sousa e Weslley Oliveira. Documentário híbrido. 20’. Ceará. 2023. Livre 
 
O 33º Cine Ceará é uma realização do Ministério da Cultura, através da Secretaria do Audiovisual, da Associação Cultural Cine Ceará e da Bucanero Filmes. Tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult Ceará), apoio da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor), da Universidade Federal do Ceará, via Casa Amarela Eusélio Oliveira, Apoio Cultural da Universidade de Fortaleza e do Canal Brasil, e tem parceria com o Cineteatro São Luiz e o Cinema do Dragão, equipamentos da Secult Ceará, geridos pelo Instituto Dragão do Mar, onde serão realizadas as exibições. Patrocínio: Itaú. 
 
SERVIÇO
33° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – De 25 de novembro a 1º de dezembro de 2023 em Fortaleza, Ceará. Site: www.cineceara.com. Instagram: @cineceara, Facebook: Festival Cine Ceará. E-mail: contatos@cineceara.com

Notícias relacionadas