16/04/2024

Mostra Al Pacino ocupa o CCBB-Rio

Uma das figuras mais icônicas do cinema mundial, o ator Al Pacino é a estrela da mostra inédita Pacino, que, a partir de 3 de abril, mês do aniversário do ator, ocupa o cinema do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, com 24 longas-metragens, um debate e um curso. Será a maior mostra já realizada em homenagem a Al Pacino, com obras desde o início de sua carreira no cinema, como Os Viciados (1971), seu primeiro trabalho como protagonista, passando pela impressionante trilogia de O Poderoso Chefão (1972, 1974, 1990), até filmes mais recentes como Era uma Vez em... Hollywood (2019).

Em quase 60 anos de carreira, Al Pacino, nascido em Nova York, em 25 de abril de 1940, trabalhou com cineastas de peso, como Francis Ford Coppola, Sidney Lumet, Brian De Palma, Martin Scorsese e Quentin Tarantino. Vindo do teatro e chegando ao cinema recém-formado pela antológica escola de atuação moderna do Actors Studio, Pacino, já em 1971, chamaria a atenção em Os Viciados, de Jerry Schatzberg. Os olhos extremamente expressivos e o gestual que traziam algo “de dentro” serviram a um dos mais antológicos personagens da história do cinema, o atormentado, violento e fragilizado Michael Corleone, de O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola.

O estilo de Al Pacino fluiria do naturalismo essencial ao cinema mais realista dos anos 1970, em filmes como Serpico (1973), pelo qual ganhou seu primeiro Globo de Ouro e uma indicação ao Oscar de Melhor Ator, e Um Dia de Cão (1975), ambos de Sidney Lumet; a algo mais expressivo nos anos 1980, como Scarface, de Brian De Palma, e, a partir dos anos 1990, a “marca Al Pacino”, que ia da intensidade em Perfume de Mulher (1992), de Martin Brest, premiado com o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Ator, e Advogado do Diabo (1997), de Taylor Hackford, à precisão presente em obras-primas como O Pagamento Final (1993), de Brian De Palma, e Fogo contra Fogo (1995), de Michael Mann.

Pacino é produzida pela Fumaça Filmes e tem curadoria de Paulo Santos Lima, responsáveis também pela mostra De Niro, realizada no CCBB, em 2019.  

Complementando a programação dos filmes, será realizado um debate no dia 11 de abril, às 18h, com o curador Paulo Santos Lima, a atriz Karine Teles e o professor e diretor de cinema Pedro Henrique Ferreira. No dia seguinte, começa o curso de três aulas (sexta, sábado e domingo, das 12h às 14h) com Paulo Santos Lima, que abordará a histo?ria da atuac?a?o no cinema e, mais detidamente, sobre o me?todo moderno de atuac?a?o, nos Estados Unidos, onde se formou Al Pacino. As inscrições para o curso devem ser feitas pelo e-mail cursopacinorj@fumacafilmes.com.br .

A mostra promove também uma sessão com recursos de acessibilidade (legendagem descritiva, audiodescrição e LIBRAS) do filme Um Dia de Cão (1975), de Sidney Lumet, no dia 19 de abril (sexta), às 15h30.

O debate, o curso e a sessão inclusiva serão gratuitos. Os ingressos para as sessões regulares custam R$ 10 e R$ 5 e podem ser adquiridos, a partir das 9h do dia da sessão, na bilheteria física ou em bb.com.br/cultura.

A mostra Al Pacino também será realizada no CCBB Brasília, de 2 de julho a 4 de agosto, e no CCBB São Paulo, de 6 de julho a 18 de agosto de 2024.

 

Notícias relacionadas