Sem destino

Ficha técnica


País


Sinopse

Dois motociclistas viajam pelo sul e sudeste dos Estados Unidos com destino a New Orleans. No caminho encontram um advogado alcoólatra que se une ao grupo.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Galeria de fotos


Crítica Cineweb

22/02/2012

Depois de contrabandearem drogas do México para Los Angeles, dois motociclistas, Wyatt (Peter Fonda) e Billy (Dennis Hopper), viajam pelo sul e sudeste dos Estados Unidos com destino a New Orleans para participar do Mardi Gras, a grande festa do carnaval local. No caminho encontram um advogado alcoólatra (Jack Nicholson ) que se une ao grupo.
 
É uma viagem de autoconhecimento, bem de acordo com o espírito que influenciava os jovens da época, marcado pelo movimento hippie e pela contracultura. Por onde passam, entram em contato com culturas diferentes e captam as tensões de uma América dividida entre os valores tradicionais e o novo ideal libertário desses jovens. Pelo seu comportamento, roupas e despojamento, eles despertam a curiosidade, mas também a hostilidade dos habitantes locais.
 
O filme é um marco da fase New Hollywood do cinema americano, que influenciará uma nova geração de cineastas, como Francis Ford Coppola e Martin Scorsese. “Nós olhávamos para toda a década de 1960 e ninguém havia feito um filme com alguém fumando maconha sem sair por aí e matar um punhado de enfermeiras”, disse Hopper em entrevista à revista Entertainment Weekly, em 2005. “Eu queria que Sem destino fosse uma cápsula do tempo sobre aquele período.”
 
Algumas curiosidades sobre o filme:
- O financiamento de US$ 365 mil para a produção foi obtido de Bert Schneider, um dos sócios da BBS Productions, que usou parte dos lucros obtidos com a bem-sucedida série de TV Os Monkees. O filme faturou cerca de US$ 60 milhões em todo o mundo. O contato entre o diretor Dennis Hopper e Schneider foi feito por Jack Nicholson.
 
- As filmagens começaram em fevereiro de 1968 em Nova Orleans. Mas problemas entre a produção e o ator Rip Torn, que interpretaria o advogado alcoólatra, levaram à sua substituição por Jack Nicholson que, até então, era o produtor executivo, escalado pela produtora BBS. A atuação de Nicholson, que lhe valeu indicação ao Oscar de ator coadjuvante, o transformou num astro mundialmente conhecido. O roteiro também recebeu indicação ao Oscar.
 
- Sem destino foi apresentado em 1969 no Festival de Cannes e considerado o melhor filme de diretor estreante.

Luiz Vita


Trailer


Comente
Comentários:
  • 18/03/2012 - 14h18 - Por Maurício FILMAÇO!! Acho que vou ver de novo.
Deixe seu comentário:

Imagem de segurança