O Congresso se Diverte

Ficha técnica


País


Crítica Cineweb

10/03/2003

Durante o exílio de Napoleão na Ilha de Elba, reis e diplomatas da Europa chegam a Viena para um congresso, para decidir as novas fronteiras européias. Uma vendedora de luvas joga um buquê com seu endereço na carruagem do czar Alexandre, como forma de propaganda. Presa por suspeita de atentado, o czar intercede a seu favor. Os dois se apaixonam, e para as reuniões de cúpula o czar conta com um dublê. As delegações do congresso, ao invés de discutir política, participam de um animado baile. Enquanto Napoleão prepara seu retorno à França, o congresso dança. Legendas em português.

Este filme de opereta de Charell tornou-se exemplar para o que significou para o cinema alemão o ano de 1933, quando a direção da UFA revogou os contratos com colaboradores judeus. Charell constava no topo da lista. Consta que cerca de 2000 artistas partiram para o exílio, muitos deles para a Califórnia - uma segunda República de Weimar, na costa do Pacífico.


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança