Paulistas

Ficha técnica

  • Nome: Paulistas
  • Nome Original: Paulistas
  • Cor filmagem: Colorida
  • Origem: Brasil
  • Ano de produção: 2017
  • Gênero: Documentário
  • Duração: 76 min
  • Classificação: Livre
  • Direção: Daniel Nolasco
  • Elenco:

País


Sinopse

Nas últimas décadas, no sul de Goiás, pequenas fazendas cederam lugar a grandes propriedades onde se cultiva soja e cria gado, atividades voltadas à exportação. A maioria dos jovens não mora mais ali e sim nas cidades. Nas férias, eles voltam à casa dos pais e experimentam um sentimento de deslocamento.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

30/01/2018

Neste documentário, que marca sua estreia em longas, Daniel Nolasco revisita a região onde passou a infância, no sul de Goiás, para reconstituir um modo de vida em transformação.
 
Na década de 1970, a paisagem local era constituída de pequenas fazendas voltadas para a agricultura de subsistência. Dez anos depois, chega a soja, cujo cultivo leva à compra de terras por latifundiários, proporcionando um êxodo de parte da população para cidades como Catalão, Paulistas e Soledade.
 
A década de 1990 intensifica essa implantação de um modelo de agricultura de grande porte, voltada à exportação, ao lado da criação de gado. Como reforço às mudanças, constrói-se uma hidrelétrica para atender às necessidades crescentes de energia.
 
Todo esse processo é acompanhado de um esvaziamento praticamente total de jovens nas redondezas, que se deslocaram para as zonas urbanas. Somente em períodos de férias é que eles retornam à região, em visita aos familiares que restaram.
 
Através de personagens como os irmãos Samuel, Vinicius e Rafael, o documentário retrata uma parcela deste que é o nosso Velho Oeste, uma região ocupada por bois, barragens e armas – cuja presença é assinalada no cotidiano, inclusive dos rapazes que voltam, distraindo-se com a caça ou simplesmente tiro ao alvo, para matar o tempo que sobra.
 
Funcionando como uma espécie de câmera invisível que se mistura ao ambiente – fato facilitado pelo diretor conhecer o lugar e seus personagens -, sem entrevistas, o documentário proporciona um registro desta inadequação dos jovens de fora, que trazem suas motos e celulares e parecem reagir instintivamente a uma certa brutalidade inerente ao meio. Há festas, baladas, motocross, derrubada de árvores com motosserra e tiro ao alvo numa espécie de tempo suspenso em que parece predominar simplesmente a ansiedade de partir.

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança