Dente por dente

Ficha técnica


País


Sinopse

Ex-segurança, Ademar é sócio numa empresa de segurança com Teixeira. Quando o sócio desaparece, Ademar encontra indícios de seu envolvimento com negócios escusos envolvendo empreendimentos imobiliários e crime.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

26/01/2021

Um clima de suspense e terror percorre Dente por Dente, obra dos diretores Julio Taubkin e Pedro Arantes que se apropria de vários pesadelos urbanos contemporâneos para compor sua trama. O protagonista é Ademar (Julio Cazarré), sócio de uma empresa de segurança que começa a ter estranhos sonhos. Ao mesmo tempo, seu sócio, Teixeira (Paulo Tiefenthaler), desaparece.
 
Sem encontrar Teixeira, Ademar inicia sua investigação particular, achando pistas do sócio no hotel Zodiac - o mesmo cenário de seu sonho. Juntam-se a ele o sogro do morto, o delegado Valadares (Aderbal Freire Filho), e a mulher de Teixeira, Joana (Paolla Oliveira). O delegado parece saber mais do que demonstra, enquanto Ademar e Joana ficam perdidos no meio de indícios que não levam a conclusão alguma. Mas é nítido que, antes de desaparecer, Teixeira envolveu-se com algum esquema criminoso, do qual é prova uma misteriosa mala de dinheiro, encontrada por Ademar.
 
Percorrendo várias paisagens de São Paulo - a Ponte Estaiada, o metrô -, o filme atinge um clima convincente, oscilando entre a procura concreta do desaparecido, entremeada pelas incursões de um Ademar cada vez mais perturbado por seus sonhos. Ao mesmo tempo, tira-se proveito de eventos paralelos, impregnados de fantasia sinistra, sem perder o pé de um contexto em que se misturam empreendedores imobiliários inescrupulosos, repressão a ocupações clandestinas e policiais corruptos. 
 
Os diretores conseguem imprimir um bom ritmo à história, conduzida pelas descobertas sucessivas de Ademar, cuja hesitação diante de certas situações não lhe retira uma verossimilhança bem humana. Renata Sorrah surge tarde na trama para assumir mais uma personagem ambígua numa história que, assumidamente, não pretende criar heróis e se vale de uma inquietante proximidade com a realidade por evocar o fenômeno da necropolítica. 


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança