Os pequenos vestígios

Ficha técnica


País


Sinopse

Deke é um policial veterano em Bakersfield que tem que retornar a Los Angeles para buscar evidências de um caso. Lá, acaba envolvido na caçada a um serial killer.


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

21/04/2021

Dirigido com elegância e gravidade pelo veterano John Lee Hancock, este policial tem menos a ver com quem realmente cometeu os crimes - trata-se de um serial killer - e muito mais com as obsessões que movem investigadores e suspeitos, inocentes e culpados.
 
Denzel Washington injeta uma melancolia cansada ao seu xerife-assistente, Joe “Deke” Deacon, um veterano policial hoje lotado na suburbana Bakersfield. Quer o acaso que ele tenha que voltar a Los Angeles, onde se passou sua história pregressa, para buscar alguns itens de evidência. Por mais que ele tente evitar este retorno, não resta outra opção e ele revisita um pedaço de um passado que nunca mais o deixou.
 
No departamento, em Los Angeles, todos sabem quem ele é e nem todas as caras são amistosas. Mas tudo bem, pensa Deke, já que a volta é provisória. O acaso funciona mais uma vez e ele acaba chamando a atenção de um novo policial, Jimmy Baker (Rami Malek), para uma pista na investigação que o outro move sobre um serial killer, que vem matando diversas mulheres.
 
Washington e Malek são dois atores experientes, que conseguem injetar personalidade em dois personagens de formação, experiência e gerações diferentes, mas que compartilham alguma coisa - a obsessão profissional para pegar um criminoso que procura apagar suas pegadas. Neste caso, Deke vê semelhanças com um outro em seu passado, que lhe deixou marcas profundas, que o filme esconde cuidadosamente até o final. 
 
A terceira ponta da história é o principal suspeito, Albert Sparma (Jared Leto), empenhado num jogo com os policiais que pode ou não encobrir sua culpa. O fato é que ele exerce um efeito desconcertante em Jimmy e isso visa desequilibrar o controle cuidadosamente mantido pelo policial.
 
Como dito no começo, o que menos importa é se Sparma é mesmo o culpado. O que interessa ao diretor é o jogo que se arma entre o suspeito e os policiais, que pode levar a situações tensas, imprevisíveis, como na climática sequência final.

Por mais que os atores estejam no seu melhor - apesar dos seus exageros, Jared Leto ganhou indicações pelo papel no Globo de Ouro e Sindicato dos Atores -, alguma coisa escapa do controle para que o filme seja realmente inesquecível. Hancock, um diretor experiente e roteirista de histórias como Um Mundo Perfeito e Meia-Noite no Jardim e do Bem e do Mal, ambos dirigidos por Clint Eastwood, tinha escrito este roteiro há muito tempo e talvez faltou alguma atualização, algum tempero - e personagens femininas mais atuantes. De todo modo, é um filme de gênero que tem sua dignidade e apelo. 

Neusa Barbosa


Trailer


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança