Albergue Espanhol

Ficha técnica


País


Nota Cineweb

PéssimoRuimRegularBomÓtimo


Crítica Cineweb

27/11/2003

O diretor francês Cédric Klapisch estava com tempo livre enquanto esperava a aprovação de um projeto de longa metragem e aproveitou para escrever o roteiro de Albergue Espanhol, uma divertida comédia para o público jovem mas que também emociona e faz rir quem já passou por essa fase. Principalmente quem foi estudante e viveu algum período de sua vida numa república.

 

Xavier (Romain Duris) é um estudante francês de economia que se matricula num programa de intercâmbio de jovens para um curso na cidade de Barcelona, na Espanha. Ele tem a promessa de um amigo de seu pai de que poderá conseguir emprego se obtiver uma especialização em economia espanhola e aprender o idioma da terra de Pedro Almodóvar. Em tempos de globalização, essa especialização pode lhe abrir portas para um emprego na Comissão Européia.

 

Xavier parte triste por deixar Martine (a Amélie Poulain Audrey Tautou), sua namorada. Mas a mudança só lhe fará bem. Enquanto estuda, mora numa casa com estudantes de outros países - uma divertida experiência cultural e existencial para este tímido rapaz que estudava economia apenas para satisfazer o pai e suportava a caretice da mãe, que na juventude foi hippie e fez da veneração ao tofu e à comida macrobiótica seu projeto de vida.

 

Em Barcelona, Xavier experimentará novas experiências amorosas, tendo como guia uma colega de república lésbica, a belga Isabelle (Cécile de France) que o ensinará alguns truques para cativar uma mulher. E as lições funcionam com Anne Sophie (Judith Godrèche), mulher de um médico francês que conhece no aeroporto, e que vive solitária com a ausência do marido, dedicado ao trabalho.

 

O filme é carinhoso com os jovens e procura sempre ajudá-los a encontrar uma saída para seus problemas e a tirar lições da convivência forçada com pessoas tão diferentes. E esse trabalho não poderia ser melhor desempenhado numa cidade como Barcelona - orgulhosa de sua história e tradições e também palco de uma agitada vida cultural. Alguns patrimônios de Barcelona, como a catedral da Sagrada Família, obra inacabada de Gaudí, e o Parque Güell são cartões postais da cidade mostrados no filme.

Luiz Vita


Deixe seu comentário:

Imagem de segurança