Notícias

Dois filmes do Brasil premiados no Festival de Biarritz América Latina

Publicado em 03/10/20 às 18h52

Dois filmes com participação brasileira foram premiados na 29°edição do Festival de Biarritz América Latina, encerrado nesta noite de sábado (3-10). 
 
São eles o documentário brasileiro O Índio Cor de Rosa contra a Fera Invisível: A Peleja de Noel Nutels (foto), de Tiago Carvalho - que venceu três prêmios (Menção Especial, Prêmio do Júri de Estudantes do Instituto de Altos Estudos da América Latina e Prêmio do Público) - e a coprodução do Uruguai, Argentina, Brasil, Holanda e Filipinas Chico Ventana También Quisiera Tener un Submarino, de Alex Piperno, ganhador do Prêmio do Sindicato Francês de Críticos de Cinema. 
 
O Índio Cor de Rosa... resgata a figura do sanitarista Noel Nutels (1913-1973), que empreendeu diversas viagens para cuidar de populações indígenas e sertanejas, filmando diversas dessas expedições - vários de seus materiais inéditos, aliás, são usados no documentário. Chico Ventana... , por sua vez, desenrola-se numa chave fantástica, a partir da descoberta de um marinheiro, a bordo de um cruzeiro na América do Sul, que encontra um corredor que leva a um apartamento em Montevidéu. 
 
O festival havia se iniciado no dia 29 de setembro no balneário francês de Biarritz, reunindo apenas produções latino-americanas. 

Outras notícias